IC18.02 – Projeção de safra – Milho – fevereiro 2018


PROJEÇÃO DE SAFRA 2017/18

Com a colheita de milho verão caminhando para 6,5% até o dia 02/02, a primeira safra do cereal deverá ser 18% menor que na temporada anterior, com um montante de 27,6 milhões t.
O começo da colheita encontra-se levemente atrasado em relação à safra passada, contudo, a previsão de menores volumes de chuva para o sul deverá intensificar os trabalhos a campo nas próximas semanas.
Já para a safra de inverno, a Céleres® diminuiu as estimativas de área em razão de (1) preços pressionados pelo câmbio e pelos excedentes internos e (2) custos de produção mais elevados. A área a ser semeada deverá ser de 11,3 milhões ha em 2017/18. A superfície é 1,6% menor que na temporada anterior.
Ainda considerando a produtividade dentro da tendência histórica, a produção de inverno deverá chegar a 63,5 milhões t na safra 2017/18, montante 5% menor que na safra passada.
A tendência é que os preços se mantenham firmes e mais altos até o fim do primeiro trimestre de 2018, puxados pela safra menor de verão e por algum risco climático sobre a safra de inverno.

Até dia 02/02, a semeadura já havia se iniciado no Centro-Oeste e no Paraná, com 6% da área de inverno plantada. O ritmo de plantio está atrasado em relação ao ano passado, contudo, dentro da média dos últimos anos. Apesar de ainda estar dentro da normalidade, a janela de plantio está se estreitando, sobretudo se a chuva se manter nas próximas semanas.

ANÁLISE DA RENTABILIDADE DA SAFRA 2017/18

Limitadas por preços ainda aquém do esperado pelos produtores e por custos elevados, sobretudo em função do alto custo de semente, as estimativas realizadas pela Céleres® indicam uma rentabilidade média nacional de R$ 176/ha – margem sobre venda de 19,5%, queda de 45% em relação às estimativas iniciais da safra passada.
Ainda assim vale destacar que a logística desfavorável nos estados mais distantes dos portos será forte limitador a rentabilidade nessas regiões. Diante de uma margem menor, o produtor deve se preocupar em sustentar as boas produtividades da safra passada.
O maior risco para o cenário atual é a valorização do Real durante 2018, o que pode prejudicar a formação de preços no segundo semestre.

Caso precise de informações mais detalhadas, entre em contato conosco que teremos o maior prazer em lhe atender.

 

Copyright © Céleres 2017 Todos os direitos reservados. Toda a informação contida neste documento é de propriedade intelectual da © Céleres – your agribusiness intelligence



DEPARTAMENTO DE PESQUISA

Enilson Nogueira
enogueira@celeres.com.br
Eliezer Narciso
enarciso@celeres.com.br
Erickson Oliveira
eoliveira@celeres.com.br
Giovanna Dias
gdias@celeres.com.br
Juliano Cunha
jcunha@celeres.com.br
Sophia Hermes
shermes@celeres.com.br
Vinícius Paiva
vpaiva@celeres.com.br

EDITOR CHEFE

Anderson Galvão
agalvao@celeres.com.br

logo-celeres-sem-slogan
your agribusiness intelligence

Av. Nicomedes Alves dos Santos, 1205 | Sala 208 Uberlândia, Minas Gerais – 38.411-106



[/column]

Copyright © Céleres 2018 Todos os direitos reservados. Toda a informação contida neste documento é de propriedade intelectual da © Céleres – your agribusiness intelligence